Mitos da Gestão de Resíduos

Desmistificando alguns mitos comuns em torno da gestão de resíduos
Quando se trata do mundo da eliminação de resíduos, não acredite em tudo que você ouve. Pode haver alguma ficção à espreita em meio ao fato. Aqui estão alguns grandes mitos de gestão de resíduos – e a verdade para desmascará-los.

Mito 1: Os aterros não são uma solução viável.

Verdade: Os aterros não são a solução a longo prazo. Eles são, na verdade, uma resposta curta e insustentável aos nossos problemas de gestão de resíduos. Os aterros não levam em conta os custos com resíduos, nem podem absorver a demanda exponencial da superpopulação humana. Não só geram impactos absolutos sobre os efeitos da poluição do ar, da água e do solo – eles limitam as oportunidades críticas de reciclar e reutilizar nossos recursos.

Mito 2: A gestão de resíduos é, e sempre será, cara.

Falso: Não é assim. Seu objetivo é encontrar um gerenciados de resíduos que provará que você está errado, dando-lhe uma janela transparente em suas operações sempre levando em consideração a visão de sua empresa perante o mercado. Um bom parceiro de gerenciamento de resíduos está comprometido em simplificar seus serviços para que os custos diminuam, enquanto a eficiência aumenta.

Mito 3: A reciclagem não é tão ecológica quanto pensamos.

Verdade: Os críticos argumentam que a reciclagem usa mais energia do que se você fizesse o produto do zero. Mas a Agência de Proteção Ambiental diria de forma diferente. Quando comparado a tornar o mesmo produto novo, a economia de energia chega a 95% para o alumínio reciclado; 60-74% para latas de aço e estanho recicladas; 60% para papel reciclado; e 30% para vidro e papel reciclados. No final do dia, as estatísticas sugerem, a reciclagem economiza energia.

Mito 4: Resíduos biodegradáveis não são tão ruins assim.

Verdade: Apesar do que todos supomos, os resíduos biodegradáveis não são inócuos. Ele vaza metano e dióxido de carbono para a atmosfera – gases nocivos que contribuem para o aquecimento global. E como esses gases se decompõem muito rapidamente, os aterros não são capazes de aproveitar sua energia. Resíduos biodegradáveis, como o desperdício de alimentos, afetam gravemente nosso meio ambiente.

Mito 5: Se quisermos ser verdes e expandir nossa pegada comercial, teremos que aprender a lidar com contratos.

Verdade: As demandas por performar uma empresa ecologicamente correta a cada dia estão se tornando mais fortes e isso passa diretamente pelos princípios de ESG das grandes corporações. Com isso se faz necessário uma relação direta de comprometimento dos stakeholders com as premissas de sustentabilidade e os compromissos de sustentabilidade.

Mito 6: Para ter uma estratégia de sustentabilidade, você precisa de muito dinheiro e uma grande equipe.

Falso: Um plano de sustentabilidade de sucesso não precisa vir com um grande preço e várias equipes para implementá-lo. Você pode ser uma pequena empresa e incorporar seu plano de negócios com uma estratégia eficaz de redução de desperdício desde o início – uma que não drene seu orçamento nem exija grandes investimentos internos.

Mito 7: Os pequenos esforços da nossa empresa farão diferença.

Verdade: Você sabia que a economia de energia de um alumínio que você pode reciclar pode economizar energia suficiente para alimentar uma televisão por 3 horas ? Se sim, quanto mais sua empresa pode impactar positivamente o meio ambiente com uma estratégia eficiente de resíduos e parceria?
#vemprasalmeron
Então, agora que você está mais capacitado com os fatos sobre gerenciamento de resíduos , interessado em ver como está sua performance? Vamos fazer uma auditoria de resíduos e avisá-lo.

 

Pionerismo e Excelência nas Soluções Ambientais

Beneficiamento de resíduos recicláveis Geração de energia limpa e renovável Gestão de sucata metálica

POSTS POPULARES